O novo presidente do Salgueiro, André Vaz, apresentou a equipe para o Carnaval 2019, na noite de quarta-feira, na quadra da escola, em sua primeira entrevista coletiva. Durante o encontro, o dirigente afirmou “não ter dúvida que vai recuperar a escola e que vê muita união dentro do time”. Vaz criticou o estado da quadra, segundo ele, “está completamente danificada”, e revelou que a Academia do Samba possui um volume grande de dívidas e que terminará o desfile de 2019 com débitos.

* LEIA AQUI: Regina Celi contesta e diz que barracão do Salgueiro não estava parado

“O Salgueiro estava perto da falência administrativamente. Tenho certeza que vamos recuperar a nossa escola. A antiga presidente já sacou R$ 1,9 milhão da Liesa, tem um débito de R$ 550 mil no banco, e o barracão está parado. Na última semana da gestão antiga começou a chegar material. Funcionários do barracão estão com salários atrasados”, apontou André Vaz.

Para o novo presidente salgueirense, os funcionários que seguem na agremiação são guerreiros, já que enfrentam muitos meses com salários atrasados. Ao garantir a permanência do coreógrafo da comissão de frente, Sérgio Lobato, Vaz citou que o grupo não recebeu nenhum valor para desenvolver sua estrutura para o desfile de 2019.

“Temos dívidas com os fornecedores. Com o Babado da Folia R$ 1,1 milhão, a empresa que entrega o ferro devemos R$ 130 mil, arame para fantasia R$ 30 mil, estamos devendo os fogos do desfile oficial e campeãs, gerador não pagamos, não pagamos o som da quadra. O Salgueiro é um mar de dívidas”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui