O Rio de Janeiro vem aos poucos retomando as suas atividades econômicas que foram paralisadas em virtude da pandemia do novo coronavírus. Na próxima etapa de flexibilização as quadras das escolas de samba devem ser contempladas com a liberação de funcionamento parcial.

A proposta foi debatida em uma reunião realizada nesta terça-feira na Prefeitura do Rio. Participaram do encontro, além de Gabriel David, da Beija-Flor, Júnior Scafura da Portela, Jorge Castanheira e Luiz Gustavo Mostof da Liesa, o vereador e ex-secretário de Eventos, Felipe Michel, a secretária de Saúde, Bia Busch, e o superintendente da Vigilância Sanitária, Flávio Graça.

Na pauta a criação de uma comissão afim de elaborar um protocolo sanitário que será apresentado ao comitê científico da Prefeitura. A expectativa é que os eventos nas quadras sejam liberados na próxima fase de retomada, a partir de 1 de novembro, com 50% da capacidade.

Em relação ao Carnaval, haverá uma nova reunião na próxima semana na Fiocruz para avaliar o andamento dos testes da vacina contra a covid-19 e tentar definir uma data no calendário do ano que vem.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui