O dia consagrado à Nossa Senhora das Candeias, sincretizada como Oxum nas religiões de matrizes africanas, virou tema da quinta alegoria do Unidos do Viradouro. A vermelha e branca pisou na Marquês de Sapucaí com o enredo “Viradouro de Alma lavada”, contando os pormenores da história das Ganhadeiras de Itapuã. E na alegoria 5, propôs uma alusão a lavagem das escadarias da Igreja Matriz de Itapuã, num carro repleto de simbolismos.

Toda baseada em branco e salmão, a composição tinha elementos religiosos, como um altar e enormes velas distribuídas por toda a alegoria. As peças estavam enfeitadas com pequenas pérolas. Na frente uma escadaria, aconteceu um ato com alguns componentes da escola durante todo o desfile da agremiação.

A integrante Roseclai Laureano, torcedora fanática da Viradouro, demonstrou repleta emoção ao distribuir flores durante a procissão.

“Eu representei uma lavadeira e distribui flores para os participantes da procissão em homenagem à santa. Estou apaixonada. Quando fui convidada para participar fiquei muito emocionada. Pois nutro uma devoção muito grande pela orixá”, declarou.

No topo da escadaria, uma surpresa. A imagem de Nossa Senhora das Candeias, com um manto florido, abriu seu “coração” para revelar um destaque com os trajes de Oxum. A componente era Patrícia Costa, ex-rainha de bateria da Viradouro.

“É um presente imenso e estou muito emocionada. Estou trazendo a orixá dentro de mim, com toda a energia da feminilidade e do amor. Nem sei se sou merecedora disso. Estou muito feliz em fazer parte deste momento com a escola, com quem eu já fui campeã em 1997”, afirmou.

Comentários