Atual porta-bandeira da Imperatriz Leopoldinense, Rafaela Theodoro, compareceu ao sepultamento do presidente da verde e branco, na manhã desta quinta-feira, no Cemitério de Inhaúma, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Ao falar com o site CARNAVALESCO, ela ressaltou o carinho e a relação que tinha com Luizinho Drumond.

“É uma perda muito grande. Antes de ser meu patrão e dirigente de carnaval, a gente criou um elo muito grande. Foi meu padrinho de casamento. Ninguém nunca está preparado para perder alguém. A ficha não cai. Sem dúvida, ele vai fazer muita falta. Convivi com ele por 10 anos e sempre foi muito presente comigo e com a minha família. Não consigo pensar na falta que vai fazer na minha vida e como pessoa. Confesso que minha ficha ainda não caiu”, disse.

A porta-bandeira explicou que Luizinho foi muito importante em sua vida.

“Tive um pai de sangue muito ausente e ele sempre supriu. Me ajudou muito. Nos conselhos e na amizade. Sou eternamente grata. Ele me pegou desde novinha e acreditou. Tenho uma dívida de gratidão muito grande por ele”.

Comentários