Após cancelar o Réveillon de 2021 na cidade do Rio de Janeiro, o prefeito Eduardo Paes falou sobre o Carnaval 2022, que acontece apenas no fim de fevereiro. O político do PSD lembrou que ainda faltam três meses para folia de momo. Ele mandou um recado para os sambistas.

Foto: Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

“Escolas de samba, planejem seu carnaval, continuem se organizando. Nós vamos seguir planejando o carnaval. Está muito cedo para tomar qualquer decisão. Eu só vou tomar a decisão se o comitê científico disser que não pode ter. Ou se pode ter assim, não pode ter assado. Aqueles que vocalizam em nome da ciência precisam ter muita responsabilidade naquilo que dizem”, frisou Paes.

Em decreto publicado na edição desta sexta-feira (3/12) do Diário Oficial, a Prefeitura retirou a exigência da apresentação do passaporte vacinal contra a Covid-19 em locais como shopping centers e centros comerciais, além de táxis e serviços de transporte de passageiros por aplicativo. A obrigatoriedade de comprovação de vacinação continua para acesso a estabelecimentos de hospedagem e acomodação, incluindo as locações de imóveis por temporada e os serviços contratados por aplicativo. O documento também passará a ser exigido em bares, lanchonetes, restaurantes, refeitórios, serviços de alimentação, para a acomodação de clientes sentados em áreas internas; serviços de embelezamento, estética e congêneres.

Desde o dia 27 de agosto, o comprovante vacinal já é exigido em academias de ginástica, estádios e ginásios esportivos, cinemas, teatros, museus, galerias e exposições de arte, convenções, conferências, entre outros.

Comentários