As escolas de samba do Rio de Janeiro receberam um ofício da Riotur, no início da tarde desta sexta-feira, com uma orientação que não aconteçam os ensaios de rua, devido ao avanço da cepa Ômicron na cidade. A recomendação é para todos os grupos, ou seja, Especial e séries Ouro, Prata e Bronze. Pela solicitação, as agremiações podem realizar seus ensaios em suas quadra, onde é possível controlar a entrada do público e exigir o comprovante de vacinação, como vem sendo feito desde o retorno do samba.

Dani Maia é a presidente da Riotur. Foto: Reprodução

O ofício está assinado pela presidente da Riotur, Daniela Maia, e informa que é a ampliação das medidas de proteção à vida, relativas a Covid-19.

“Em decorrência do surgimento da nova cepa da repectiva doença denonimada Ômicron e Flurona, esta Empresa de Turismo orienta o cancelamento ou, alternativamente, a transferência dos eventos e ensaios das Escolas de Samba, programados para a realização em locais públicos, sem o devido controle de acesso, em locais fechados, com o controle de acesso, em consoância com as medidas sanitárias vigentes”, diz o comunicado da Riotur.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.