Com 31 sambas inscritos para a disputa que escolherá seu hino para o carnaval de 2020, os Acadêmicos do Salgueiro optaram por fazer a primeira apresentação dos concorrentes em duas chaves. A decisão visa dar oportunidade para que todas as obras sejam apresentadas no palco da Academia de forma dinâmica, contando com a torcida do público em geral.

– Estamos com uma safra excelente e com um tempo de disputa menor e, por conta disto, decidimos dividir os sambas de forma que tenham mais tempo para apresentação nesta primeira fase. Temos que valorizar o empenho da nossa ala em compor essas obras e levar em conta a ansiedade de todos em torno da disputa, comenta Alexandre Couto, diretor de Carnaval.

Divididos em duas chaves, 15 sambas se apresentarão no dia 7 de setembro no palco da Academia. Na semana seguinte, mais 16 parcerias defenderão a permanência no concurso que vai até o dia 11 de outubro, data em que será conhecido o hino oficial do Carnaval para o enredo “O Rei Negro do Picadeiro”, de Alex de Souza. A divisão das chaves, bem como a ordem de apresentação se deu através de sorteio.

– Queremos que todos tenham oportunidades iguais de apresentação e a participação do salgueirense na quadra é muito importante. A intenção é fazer da disputa, uma grande festa a cada semana e que vença o melhor, comenta o presidente André Vaz.

Seguindo a ordem de apresentação, as primeiras 15 obras a disputar a permanência no concurso serão:

  • SAMBA 23: Jorge Touro e Cia
  • SAMBA 17: Flávio Oliveira do Salgueiro e Cia
  • SAMBA 29:Henrique Badá
  • SAMBA 31: Sidney Sá e Cia
  • SAMBA 27: Edemar do Salgueiro e Cia
  • SAMBA 08: Sereno Fundo de Quintal e Cia
  • SAMBA 04: Pedrinho da Flor e Cia
  • SAMBA 14: Jorginho pereira e Cia
  • SAMBA 06: Dudu Botelho e Cia
  • SAMBA 16: Zank Moreno e Cia
  • SAMBA 19: Roberto Zuk e Cia
  • SAMBA 13: Maralhas e Cia
  • SAMBA 07: Demá Chagas e Cia
  • SAMBA 01: Liesbeth Nunes e Cia
  • SAMBA 20: Augusto Chaves e Cia

Já no dia 14, entram em cena as seguintes parcerias:

  • SAMBA 28: Guará Poeta e Cia
  • SAMBA 24: Hermínio e Cia
  • SAMBA 30: Marcelão
  • SAMBA 22: Moisés Santiago e Cia
  • SAMBA 03: Edu Chagas e Cia
  • SAMBA 12: Tiãozinho do Salgueiro e Cia
  • SAMBA 26 : Marcelo Motta e Cia
  • SAMBA 15: Grassa Rangel e Cia
  • SAMBA 09: Leonardo Bessa e Cia
  • SAMBA 02: Guilherme Euzébio e Cia
  • SAMBA 21: Rute Labre e Cia
  • SAMBA 10: Renato Penna e Cia
  • SAMBA 11: Antonio Gonzaga e Cia
  • SAMBA 05: Josy Pereira e Cia
  • SAMBA 25: Cesar Nascimento e Cia

Nesta primeira etapa, cada parceria terá direito  a apresentar duas passadas de seu samba, sendo uma delas com a bateria e a outra somente com o auxílio dos cantores. O resultado dos classificados para a segunda fase sairá no dia 17 de setembro, terça-feira.

Em 2020, os Acadêmicos do Salgueiro irão homenagear os 150 anos de Benjamin de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil. A vermelha e branca será a terceira escola de samba a pisar a Marquês de Sapucaí em busca do 10º título de sua história, na segunda-feira de Carnaval.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui