Compositores: Roberto Cavaco e Renato Castanheira

SALGUEIRO SEU CORAÇÃO VERMELHO
O POVO CONSEGUE ESCUTAR
HERANÇA DAS MÃES DE SANTO BAIANAS A FESTEJAR
QUE MESMO CHATEADAS COMEÇAVAM A RODAR
NAS MADRUGADAS TIA CIATA A CANTAR
COM DONGA, PIXINGUINHA, JOÃO E PRAZERES
SAMBAVAM A BEIRA DO PORTO
NO ALTO DO MORRO TANTAS VEZES
GRITANDO POR SOCORRO, POR DIREITOS SOCIAIS ATÉ HOJE ENTERRADOS NO CAIS
MAS A RAIZ BROTA DO CHÃO
BALUARTES NA ACADEMIA EM PROFUSÃO

CARREGA NO PEITO
LUTAS E SONHOS DE UM PIONEIRO
O PUNHO DA RESISTÊNCIA
ESTÁ MARCADO NO PAVILHÃO DO SALGUEIRO

HISTÓRIA ESCRITA COM SUOR E FÉ
A ESSÊNCIA IORUBÁ PEDE AXÉ
PEQUENA ÁFRICA DA IGREJA AO TERREIRO
ENSINOU O MUNDO A SAMBAR NO PRECONCEITO
DA PRAÇA XI A PRAÇA MAUÁ VIDAS JOGADAS AO MAR
MAS A ALMA DA NEGRITUDE É FORTE
ARTE, CULTURA, LIBERDADE, ESPORTE
FURIOSA NO TALENTO REGE A MÚSICA
A SENZALA DE SORRISO É APOTEOSE

MISTURA DE RAÇAS
O MAIOR SHOW DA TERRA
SAMBA GERA GENTILEZA
ÓDIO SÓ PROVOCA GUERRA

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui