O diretor de carnaval Junior Schall participou nesta quinta-feira da live “Resenha dos Sambistas” com Junior Escafura. Durante o papo, ele falou sobre a saída do Paraíso do Tuiuti e deu sua visão sobre o momento em que vivem os profissionais do carnaval.

“A classe artística do carnaval está sofrendo muito, está machucada. Hoje, nós que somos apaixonados e militantes do carnaval vivemos um campo de incertezas enormes. A gente chegou em um ponto que toda vontade de fazer carnaval quer acontecer, mas o universo ao redor está impossibilitando. Precisamos nos recriar a cada ciclo de 24 horas. Busco outras formas de trabalhar, compartilhar saberes e narrativas de carnaval. Sei de várias pessoas que estão com essa angústia e faca no peito. Falo com muita tristeza no coração, mas temos um campo de incertezas no carnaval. Hoje, eu preciso me adequar com a vida que preciso ter para manutenção do meu lar”, disse.

Schall reafirmou que o desligamento do Paraíso do Tuiuti aconteceu em comum acordo e elogiou o tratamento dado pela agremiação de São Cristóvão.

“Agradeço ao Tuiuti pelo carinho. Foi realmente comum acordo. Quando falo que não estou mais no Tuiuti, como em outras casas que pude passar, fiz grandes amigos. Tudo que foi acertado comigo foi cumprido. Tudo ok, nota 10. Meu temor era a questão da retomada e não poder atender da forma que o Paraíso do Tuiuti desejava, porque tenho que correr aqui para ajudar em casa. O carnaval está parado. Não tenho nenhum convite e entendo o cenário de hoje. A incerteza e cautela faz parte de todo mundo no carnaval”.

Comentários