O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, esteve na abertura do posto de vacinação contra a Covid-19, na quadra da Portela, e conversou com o site CARNAVALESCO sobre a campanha e fez uma projeção sobre a liberação de encontros com público reduzido nas quadras das escolas de samba.

“Essa unidade de vacinação vai ser responsável por vacinar 25 mil pessoas na região de Madureira. É super importante. Ela vai permitir que a gente amplie muito nossa capacidade de vacinar aqui na região. Ela compõe os 254 pontos que estão funcionando neste momento na cidade”.

Soranz afirmou que outras escolas de samba podem atender suas comunidades sendo postos de vacinação. Ele também falou sobre o avanço da campanha no munícipio.

“Cada quadra já tem uma relação com sua unidade básica de referência de seu território. É só combinar com ela para abrir lá também. Nossa expectativa é vacinar até sábado todas pessoas com mais 60 anos na cidade do Rio de Janeiro. Até o momento, nós vacinamos 84% e a meta é 90% dos idosos vacinados. Precisamos de muito empenho de quem conhece um idoso, que não se vacinou, para ser vacinar”.

Sobre a diminuição de restrições e uma data futura para a reaberturas das quadras para eventos carnavalescos, ainda com público reduzido, o secretário mostrou cautela e explicou que depende do avanço da vacinação e o comportamento do vírus em todo o município.

“Ainda não temos esse planejamento. Depende de muitas variáveis. Vamos continuar analisar os casos e dados para que na medida do possível a gente comece a liberar algumas atividades. Talvez, a partir de julho, a gente possa ter um público ainda reduzido nas quadras das escolas. É uma previsão. Precisamos ver como vai ser comportar a doença na cidade”.

Em entrevista para Band, no último sábado, o prefeito Eduardo Paes falou que até dezembro de 2021 o Rio de Janeiro terá 70% da população vacinada e chegou a falar no Carnaval de 2022. Ao site CARNAVALESCO, o secretário Daniel Soranz citou o avanço da vacinação e explicou o que pode acontecer nos próximos meses.

“A gente está acelerando a vacinação. O Rio de Janeiro é a cidade que mais vacina. Estamos com quase 20% da população vacinada e esperamos avançar ainda mais com a chegada de mais doses. Assim, vamos sair logo dessa epidemia de Covid-19, voltar ao jeito carioca de ser, se abraçar, festejar, estar junto. Ainda é uma discussão precoce sobre áreas livres de Covid com cobertura vacinal mais alta, mas que futuramente vai acontecer”.

Portela chama sambistas para serem vacinados

Subprefeito da Zona Norte do Rio, Diego Vaz, citou o simbolismo da Portela ser um ponto de vacinação contra a Covid-19.

“É um sopro de esperança. Muito simbólico. A gente vive um momento tão difícil. Um lugar simbólico de cultura, vida e que faz o bairro acontecer. Aqui, a gente pode começar um novo caminho e que em breve a gente possa voltar com samba e todas atividades normais na Portela. A quadra da escola de samba é referência do bairro. Não tinha visto o número de pessoas tão grande, antes de abrir a vacinação, como aconteceu aqui. A vacina é o único caminho de vencermos essa batalha. Vamos precisar de mais pontos no futuro com o avanço da campanha e tivermos a idade baixando para as pessoas que vão ser vacinadas”.

Ana Luiza, coordenadora geral de saúde primária da subprefeitura da Zona Norte, citou a importância do ponto de vacinação na Portela. “É muito importante ter esse posto aqui na região. Cada vez mais com maior número vamos atender a população de maneira adequada. A população tem aderido a vacinação. A Portela é o berço do samba e isso impacta positivamente. É impressionante como a população já se mobilizou quando divulgamos que aqui seria um ponto”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.