A caçulinha da Baixada foi a segunda escola a pisar na avenida na segunda noite de desfiles da Série A, com o enredo “Marta do Brasil – Chorar no começo e sorrir no fim”. Marta Vieira da Silva, mulher guerreira e com um começo de vida difícil, foi eleita seis vezes a melhor jogadora do mundo pela FIFA, um recorde entre os atletas nas categorias feminino e masculino. Tal feito foi retratado na décima segunda ala da Inocentes de Belford Roxo, intitulada como “Seis Vezes a Melhor do Mundo”.

“Para mim é uma honra representar essa conquista de Marta. Ela é o retrato da mulher brasileira, um exemplo. Quando descobri que o enredo da escola seria uma homenagem, vi que eu precisava participar desse momento. Ela acabou de passar por aqui, do meu lado, e o meu coração bateu forte só de vê-la”, disse Danielle Bonel, de 44 anos. A componente, juntamente com os outros componentes da la, vestiu as cores do Brasil em uma fantasia que lembrava muito a roupa de um Pierrot.

O triângulo da bandeira verde e amarela pendia da parte da frente do traje, com detalhes dourados que também foram usados em outras peças da fantasia. Na cabeça, uma coroa acoplada a uma bola, e no esplendor seis estrelas que representavam a quantidade de vezes que a jogadora recebeu o título de campeã das campeãs, ficando reconhecida mundialmente por seu talento.

A integrante Beatriz Bandun, de 42 anos, levou dez franceses para a ala. Ela afirmou que eles ficaram muito felizes quando souberam que o tema da agremiação era a atleta, pois são apaixonados por futebol.

“Estou super feliz e muito emocionada. Os franceses estão radiantes com a oportunidade. Depois da Copa do Mundo, ela ficou muito famosa na França”, disse a componente, mostrando que o recorde alcançado por Marta é um fato histórico e admirado por todo o mundo.

Comentários