Por Lucas Lunus

A Viradouro iniciou seu desfile apresentando os seres imaginários que permeiam o universo infantil e até mesmo de muitos adultos. A primeira ala definida por Paulo Barros como “Magia e encanto no ar”, que veio logo à frente do carro abre alas, trouxe fantasias distintas entre si para representar fadas, gnomos, magos, bruxas, rainhas, príncipes, vampiros e até mesmo o Aladdin. Apesar de os componentes não desfilarem com a mesma fantasia, a roupa dos foliões obedecia alguns padrões como tecido, estampa e paleta de cores. No geral, havia sempre alguma referência ao vermelho da escola.

Os personagens traduziam um pouco do que o enredo da Viradouro se propôs a tratar, tantos os que tem características boas como os voltados para fazer o mal, bruxas e vampiros por exemplo. Como definido na Sinopse do enredo, eram seres encantados por feiticeiras que guardam os segredos do “Viraviradouro”, o livro mágico criado como fio condutor do desfile que termina por narrar a vitória da escola renascendo das cinzas e voltando ao Grupo Especial.

Como em 60% da escola, a ala dos encantados também veio bastante maquiada para que a caracterização dos personagens ficassem ainda mais realista e o reconhecimento fosse fácil pelo público. Vestida de bruxa, Giselle, que desfia pela segunda vez na Viradouro, brinca que é uma feiticeira boa mas a maquiagem diz o contrário.

“A bruxa representa o mal, na escola como diversas fantasias. A bruxa é uma história que toda criança gosta de ver, e que ela sente medo. Existem bruxas boas e bruxas ruins. Eu me considero a uma bruxa boa, mas a maquiagem me denuncia, né verdade? Ela tá mais pra bruxa má”.

 

Outra criatura do mundo imaginário voltada para o mal inicialmente são os vampiros. Representado os bebedores de sangue humano, Tales Porto, em seu terceiro ano de Viradouro, confessou sentir um pouco de calor com a fantasia mas ressaltou a importância da ala representando toda a história que a escola iria contar.

“A fantasia é meio quente mas eu gostei, perfeita, bem acabada, e é isso aí. O enredo fala de todos os personagens que encantam o universo infantil e até mesmo os adultos. E o vampiro ele está sempre nesse meio. Está no meio do mal, mas acaba conquistando todo mundo, por isso foi importante incluí-lo nesse meio. Essa ala é um síntese de todo o enredo”

Mas, a primeira ala da escola também trouxe heróis do imaginário infantil. Inicialmente ladrão, o pequeno Aladdin tem sua história repassada em algum lugar no Oriente Médio, se apaixona por uma princesa, a Jasmine, e tem seus desejos atendidos por um gênio que sai da lâmpada mágica. Para representar o pequeno garoto árabe foi escolhido o folião Marcio Rodrigo que enfatizou a reviravolta na história do personagem.

“Essa fantasia representa o Aladdin, e o Aladdin é um garoto que voa no tapete mágico e toda a criança gosta e com uma história de um ladrão que vira príncipe. E por isso que estou gostando de me vestir do personagem, principalmente para dar de tudo pela escola, pela ala que eu amo”

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui