Quem é nilopolitano lembra da ex-rainha de bateria, Sônia Capeta. Amada por todos que são apaixonados pela Beija-Flor, ela é uma grande figura nos ensaios da escola e também nos desfiles na Marquês de Sapucaí. Como a escola de Nilópolis veio com o enredo “Empretecer o pensamento é ouvir a voz da Beija-Flor”, nada mais justo do que a musa venha vestida como “Deusa da Passarela”.

Representando a deusa, a fantasia era em tons de dourados para simbolizar a realeza ancestral da comunidade nilopolitana. O enredo que prega a reparação histórica, cria uma consciência antirracista quando propaga os feitos, pensadores e artistas negros, ancestrais e contemporâneos que moldam a forma de viver.

A musa conta sobre o que significa esse enredo para ela: “Ele foi muito bem elaborado. Pedimos por isso, a escola e a comunidade precisava dessa temática. Não tem nem muito o que falar, pois estou muito emocionada de ver esse enredo afro no meu amor que é a Beija-Flor”.

Comentários