Por Fiel Matola

A Acadêmicos do Sossego demonstrando que quer mais do que simplesmente ficar na Série A, realizou no domingo seu ensaio de rua na Avenida Amaral Peixoto, no centro de Niterói, e o que se viu foi uma escola que aposta em quesitos. Quem esteve presente percebeu a mudança que é vista nitidamente na escola, com profissionais de peso como o coreógrafo da comissão de frente e o casal Marcinho e Cristiane Caldas. O ensaio de rua mostrou que o carnaval de 2019, em que ela ficou na penúltima colocação, já passou e que eles estão se preparando bem para este ano.

Hugo Júnior assumiu a presidência da escola para este carnaval e contou sobre a missão de estar a frente da Azul e Branca de Niterói.

“Pegar uma presidência de uma escola de samba como a Sossego, é uma missão muito grande, levar o nome de Niterói pelos quatro cantos. A Sossego este ano vem forte, como nosso samba fala ‘pra fazer história’, nós estamos sendo incansáveis para mostrar nossa força e isso que eu peço força para cada um da comunidade”, garantiu Hugo Júnior.

Comissão de Frente

Comandada por Jardel Lemos, os 15 bailarinos homens da comissão de frente apresentaram no ensaio movimentos bem concisos e bastante expressão corporal de um dos integrantes. Pode perceber uma passagem mais técnica da coreografia, mostrando alguns passos que pode vir a ser da coreografia oficial, assim como demarcações dos bailarinos. O coreógrafo, que já comandou a comissão de frente da Sossego em 2017, disse ao site que está contente não só com o trabalho da sua equipe para o carnaval de 2020, mas também, com todo o projeto apresentado pela escola.

“Estou muito feliz por ter retornado para Sossego, essa escola querida de Niterói. Vocês podem esperar um desfile grande. A escola está vindo com um grande projeto e quando eu falo em projeto, quero falar do projeto como um todo, a escola tá vindo muito bonita, as fantasias estão belíssimas e já é a reprodução das fantasias. A comissão de frente vem com uma ideia fantástica, com certeza será um marco da escola que abre o desfile de sábado”, disse Jardel Lemos.

Mestre-Sala e Porta-Bandeira

Marcinho e Cristiane Caldas, oriundos da Mocidade, chegam como uma peça de peso para garantir todos os dez para agremiação no quesito. O casal que ensaiou muito bem, mostrando os motivos da Azul e Branco do Largo da Batalha ter os contratado: o entrosamento, a leveza na dança e o bailado tradicional misturando algumas coreografias dentro do samba.

“Aqui no ensaio de rua, na Sossego e no carnaval de 2020, vocês podem esperar de nós o que sempre viram na gente, nós sempre mostramos comprometimento, trabalho e é isso que continuaremos fazendo, independente do grupo que estamos e da escola que estamos defendendo”, afirmou disse Marcinho.

Emocionada , Cristiane contou sobre o acolhimento da escola de Niterói. “Desde a hora que chegamos na Sossego é choro e alegria, é um monte de coisa que está passando na nossa cabeça, mas, esse ano eu tô muito feliz, a Sossego nos abraçou de verdade, estamos aqui para somar e trazer o melhor para escola, só agradecemos: a quem nos curte e ao pessoal que nos deu força e vibrou com nosso retorno ao carnaval, pois achamos que iríamos ficar de fora e aos 45 do segundo tempo, estamos aqui”, comentou a porta-bandeira.

Harmonia

É um ponto que pode melhorar na Sossego, apesar do samba ter proporcionado ótimos momentos para o ensaio, ele oscilou bastante na voz da comunidade do Largo da Batalha. Algumas alas cantaram muito bem, é o caso da “Ala Família Caroço” e da “Ala dos 80” que o tempo inteiro cantou o samba. A ala dos Passistas não só ficaram no samba no pé, mas entoou bem o samba da escola. O intérprete Nêgo, outra aposta de peso da escola de  Niterói falou sobre o seu retorno à escola.

“Estou em casa, esse samba na avenida vai dá bom e nossa equipe de carro de som tá legal. Vamos mais uma vez fazer um grande trabalho”.

Evolução

O início do ensaio da Sossego foi conturbado pelo excesso de pessoas na pista, atrapalhando um pouco a saída da Comissão de Frente, o que não ocorrerá no dia do desfile. Iniciando às 19h e tendo aproximadamente 44 minutos de ensaio, a escola brincou: não se via alas paradas, emboladas ou componentes tristes, pelo contrário, a escola estava animada. Um dos diretores de harmonia, Igor Silva fez o balanço do ensaio.

“O nosso melhor ensaio até agora foi esse, fizemos dois ensaios já, esse é o terceiro. O número de contingente que está aqui presente hoje deve ser de novecentos a mil componentes, dos mil e setecentos que viremos no desfile oficial. O meu balanço tanto da harmonia como evolução foi bom, teremos cinco ensaios daqui até o carnaval e com certeza temos coisas para melhorar, o andamento está bom, o trabalho é esse e o ritmo é esse”.

Samba-Enredo

O samba de autoria de Orlando Ambrósio, Diego Nicolau, Richard Valença, Renan Diniz, Jefferson Oliveira, Chaynne Santos, Jp Monteiro, Dudu Senna, Thiago Vaz, Professor Laranjo, Sérgio Joca e Mário da Vila Progress foi abraçado pela comunidade e deve servir muito bem no desfile oficial, porém nota-se claramente como o refrão principal é superior a outras partes do samba, o refrão funciona muito na boca e na empolgação dos componentes, assim como o samba como um todo foi bom para o andamento da bateria.

Apesar do samba não ter sido até agora tão bem falado, ele cresceu no ensaio. Além do refrão, uma das partes mais cantadas e dançadas é “Ô gira saia, girou a secular tradição, no jubileu de ouro do meu pavilhão”.

Bateria

Comandada pelo mestre Lion, a bateria Swing da batalha, deu um andamento muito bom ao samba, o que o ajudou no crescimento dele. O mestre prometeu algumas novidades, como um cortejo de maracatu na Sapucaí, este que está dentro do enredo. Além das bossas que animaram os presentes no ensaio, as novidades prometem chamar atenção no desfile oficial.

“A bateria do Sossego vem com uma proposta bem inovadora, vamos elaborar um maracatu na Marquês de Sapucaí, iremos levar quatro convenções, dentro dessas o maracatu tá no conjunto, além de uma proposta que nunca aconteceu na avenida, levaremos um cortejo do maracatu que são tambores participando dessas bossas, nas outra, utilizaremos as melodias do samba e bossas de impacto. Tenho certeza que isso tudo vai marcar a avenida”.

Outros Destaques

A rainha da bateria, Celi Costa, que deu um show de simpatia à frente da bateria da escola tirando fotos com os presentes, ela que foi musa do Salgueiro contou como foi o convite e o que esperar dela como rainha da escola.

“Quem me convidou foi o ex-presidente Wallace Palhares, e estou super feliz, pois já estou no carnaval um tempo, fui passista do Salgueiro por oito anos, fui convidada e estou dando tudo de mim parta esse carnaval”.

Outro destaque foi a ala de passista, comandada por Maurício Lima, que deu um show de samba no pé e canto. A Acadêmicos do Sossego é a primeira a desfilar no sábado de carnaval, com o enredo: “Os Tambores de Olokun”, do carnavalesco Marco Antônio Falleiros.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui