O Império Serrano já tem um hino definido para embalar seu desfile no Carnaval 2021. Após final realizada na noite desta sexta-feira, o samba escolhido pelo corpo de jurados formado por Grandes Beneméritos, personalidades imperianas e membros da nova geração da escola, foi a composição de Paulo César Feital, Henrique Hoffman, Andinho Samara STS., André do Posto 7, Jefferson Oliveira e Ronaldo Fininho.

“Estamos muito felizes! Nosso samba mereceu ser campeão por sua autenticidade, pela qualidade musical, pela pérola de alguns versos dessa letra maravilhosa. É um samba que emociona. O Império Serrano merece um samba que passe pela avenida emocionando e apaixonando quem o ouve”, declarou o compositor Paulo César Feital.

“Leandro Vieira é o camisa 10”, diz presidente imperiano

Ao site CARNAVALESCO, o presidente Sandro Avelar falou sobre o resgate da escola.

“As escolas de samba precisam buscar mecanismos para mostrarem a sua força. Ainda mais o Império Serrano, que estava desacreditada, que sofreu no desfile de 2020 e com a comunidade totalmente chateada com a gestão anterior. Então, eu tento mostrar o Império Serrano vivo e também mostrar o que é o Império Serrano, independente de definição de data para o próximo carnaval. Império continua forte, vivo e competitivo”.

Sandro também comentou sua a volta de Nêgo para o carro de som e a chegada do carnavalesco Leandro Vieira.

“O Leandro é o camisa 10 desse time, é a pessoa pela qual entregamos o carnaval pra ele. É o autor desse enredo que é um grande enredo por sinal, está projetando fantasias lindíssimas, é o que o Império precisava e eu tenho total confiança no trabalho dele. O Nêgo tem um identificação com o Império Serrano e os imperianos gostam de ouvir a voz dele. Mostramos a todos os imperiano o que realmente a gente quer”.

Renovação na bateria

A Sinfônica do Samba tem mestre Vitinho no comando. Ele conversou com o site CARNAVALESCO e revelou detalhes do trabalho com os ritmistas.

“A gente está procurando trazer de volta algumas características da bateria que com o tempo foi se perdendo e a minha maior missão é trazer isso. Estou com a maior missão da minha vida a frente da bateria do Império Serrano”, disse Vitinho, que terá 270 ritmistas no próximo desfile.

No meio de uma pandemia, Vitinho explicou como pensa ensaiar sua bateria para o Carnaval 2021.

“É um pouquinho complicado, a gente está tomando todo cuidado, por conta desse momento que a gente está vivendo, mas devagar a gente tem que estar trabalhando, reformulando as coisas”.

Dupla no carro de som

Ganhador do Estrela do Carnaval 2020, como melhor intérprete da Série A, Igor Vianna chegou ao Império Serrano e estará ao lado de Nêgo no desfile do ano que vem. Ele disse o que está sentindo de assumir um posto tão cobiçado no carnaval carioca.

“Cantar no Império Serrano é uma sensação, uma emoção diferente, é um jeito diferente. É uma honra imensa. O convívio com o Nêgo é o melhor possível”.

Com toda sua experiência, Nêgo comentou o momento da volta para nação imperiana.

“Estou muito feliz de ter voltado para o Império. Foi o convite feito por um irmão, um amigo que é o Sandro Avelar, conheci toda a família dele e o conheço desde pequeno, tenho um carinho enorme por eles e por toda a diretoria da escola também. Pra mim é uma satisfação, estou voltando para casa, um bom filho a casa torna”.

Casal ansioso para desfilar com uma fantasia de Leandro Vieira

Matheus e Verônica formam o casal de mestre-sala e porta-bandeira do Império Serrano para o desfile de 2021. A dupla possui juventude dele com a experiência dela. Ao site CARNAVALESCO, Verônica revelou ansiedade para vestir uma fantasia feita pelo carnavalesco Leandro Vieira.

“O Leandro é um carnavalesco maravilhoso, respeitado, conceituado e para nós é uma honra estar com ele aqui na escola. Ele desenvolveu um enredo maravilhoso, estamos ansiosos para ver nossa fantasia, vamos ver o que de maravilhoso ele vai criar pra gente”, disse.

“A expectativa de ter o Leandro na escola é muito grande, ainda mais pra mim, que nasci aqui e sou cria da casa. A expectativa é muito grande para ver nossas fantasias, ontem ele já soltou algumas de determinadas alas, mas não vejo a hora de ver a nossa. Estou muito curioso”, completou o mestre-sala.

Questionados como estão ensaiando devido a pandemia da Covid-19, a dupla revelou detalhes do que estão conseguindo desenvolver.

“Nos programamos para ensaiar três vezes na semana com o nosso coreógrafo. Seguindo todos os cuidados, usando máscara, álcool em gel e fazendo tudo direitinho para que o nosso trabalho não pare. Como profissional da área da saúde nunca pensei em passar por isso e nem como profissional do carnaval também”, citou a porta-bandeira.

Talento no comando da comissão de frente

O coreógrafo Patrick Carvalho é mais um reforço do Império Serrano para o desfile do ano que vem. Ao site CARNAVALESCO, ele disse o que representar fazer uma comissão de frente ao lado de Leandro Vieira.

“A expectativa é muito grande, a primeira é de ser campeão no Império Serrano e a segunda de trabalhar com o Leandro Vieira, eu sou muito fã. E nós já estamos trabalhando, estamos trocando muito coisa, eu sempre quis falar disso e eu vou levar para avenida uma coisa que eu já tenho guardada a um tempo. É um presente trabalhar com ele Eu montei uma sala de ensaio e de estudos dentro da minha casa”.

Darlin Ferrattry, mãe da cantora Lexa é a rainha de bateria do Império Serrano. Quitéria Chagas é a rainha da escola. Ao site CARNAVALESCO, Darlin falou sobre o momento e projetou o desfile.

“Vir para o Império Serrano era algo sonhado na minha vida desde sempre. Acho que qualquer mulher se sentiria muito especial de estar a frente dessa bateria. Tem noção do tamanho da minha responsabilidade de ser a primeira Rainha de bateria do Império a
usar o figuro do Leandro? Já sei que minha fantasia já está desenhada, quando eu cheguei na quadra fiquei sabendo e caiu a ficha de que agora é tudo de verdade, meu sonho está sendo realizado”.

O Império Serrano vai levar para a Marquês de Sapucaí, no próximo Carnaval, o enredo Mangangá, que vai contar a história de vida de Manoel Henrique Pereira, capoeirista baiano conhecido como Besouro Mangangá, célebre através de mitos e lendas dentre as quais as que diziam que lutava com o auxílio dos orixás. O tema será desenvolvido pelo Carnavalesco Leandro Vieira. (Por Lucas Santos e Thaise Lima)

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui