Compositores: Alexandre Branches, Fabio Braga, Rodrigo Medeiros, Bruno Serrinho, Guto Listo, Rafael Bombom e Flavinho Bento

“Fio”, deixa eu te contar…
Dessa herança vinda de além mar
Negro em forma de semente,
Fruto e sabor atraente perfumando o paladar
É hora de torrar o grão!
Mística alegria que dá força pra cantar
E lutar, minha gente guerreira!
Fazer o mundo conhecer nossa poeira…

“Trabaia, trabaia” nêgo
Que a liberdade ainda não raiou
Ecoam pelos cafezais o seu pranto de lamento e dor
Ecoam pelos cafezais…
Que a liberdade ainda não raiou!

Griô, presenciou o mundo em guerra
A velha face do Imperador
Tem sangue africano nessa terra
Até no teu brasão, Brasil tu pode olhar!

Erês, Piás e Curumins essa cantiga é pra nos libertar
Vidas negras importam, sim!
Erguer a paz: “Eu tenho um sonho pra sonhar”
Eu tenho sonhos pra alimentar!

Toque de atabaque, canto de yaô
Cachimbo aceso, Alagbê, axé!
Saravá! Preto Velho chegou…
Seu terreiro é Tatuapé
Saravá! Preto Velho chegou
Sente o aroma do Café

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui