Compositores: André Diniz, Tiganá, Dadô, Evandro Bocão, Marcio Pessi, Benjamin Carioca e Osvaldo Cruz

DÁ LICENÇA MEU ZINFIO,DÁ LICENÇA SARAVÁ
DEIXA A FUMAÇA SUBIR QUEM QUISER PODE GIRAR
OGÃ BATE O TAMBOR, OGÃ BATE O TAMBOR
SOU A LUZ DE CANDEEIRO SOM DE PRETO QUE NÃO CALA
ALIVIO O CATIVEIRO, ALUMIO A SENZALA

BENDITA A LEMBRANÇA, DO FRUTO QUE ADOÇA
É ZAMBI É ESPERANÇA QUE BROTA NA ROÇA
MÃE TERRA, SAUDADE QUE BATE NO PEITO
SINGROU PELO MUNDO CHEGOU NESSE CHÃO
SOU REI DO CONGO SIM, O OURO NEGRO
VIVO EM CADA PLANTAÇÃO

DO TRONCO AO TOCO, DIA E NOITE, NOITE E DIA
DOR E MISTÉRIO NO ESPLENDOR DOS CAFEZAIS
FIRMO A BENGALA E O CACHIMBO VIXE MARIA
SOPRA A MAGIA QUE HÁ EM NOSSOS ANCESTRAIS
NO AXÉ DO ORIXÁS

O GRÃO TROUXE A FERROVIA
O PROGRESSO A ARTE A IMIGRAÇÃO
VIROU CANÇÃO SE FEZ POESIA
FOI COMANDANDO O DESTINO DA NAÇÃO
FUI EU QUE TE FIZ RESISTIR AOS GRILHÕES
SOU EU TUA FORÇA PRA SEGUIR EM FRENTE
SEREI SEMPRE A VOZ DENTRO DOS CORAÇÕES
A ESPERANÇA DE NOSSA GENTE
MELADO NO COITÉ, O PATUÁ PRA EU BENZER
OBATALÁ AVISOU, VEM VER
EU VOU CANTAR PRA SUBIR
VOU PRA ARUANDA VER O DIA AMANHECER

BAILA PELO AR AROMA DE CAFÉ
SAMBA ENCORPADO É NO TATUAPÉ
MANDINGUEIRO, TEM MAGIA NO TERREIRO IOFÁ
CHAMA PRETO VELHO PRA CONTAR

Comentários