Compositores: Fabiano Tennor, Mike Candido, Luiz Fernando Ramos e Dominguinhos do Estácio

ACENDE O CANDIEIRO
FIO DE CONTA NO PESCOÇO E PATUÁ… (Ô IÁ ÍÁ)
TEM CANJIRA NO TERREIRO
VOU ABRIR MEU CAZUÁ… SARAVÁ
ELE VEIO DE LONGE… ADORÊ..Ê Ê
VELAS NO CONGÁ… ADORÊ …Ê Ê
ARRUDA E GUINÉ… BENZE FILHO DE AXÉ
PRETO VELHO MANDINGUEIRO CONTA A SAGA DO CAFÉ
AH MEU “FIO” … LICENÇA VOU PROSEAR
O CAFE É MEU IRMÃO.. FRUTO DA MÃE ÁFRICA
GIRA MUNDO PELO MUNDO GIROU
VENDIDO, TROCADO, PILADO NA DOR
CHORAVA A SENZALA UM CANTO NEGRO ECOOU

TANACILÊ… TANASANÃ
INA INÊ… TANUOTÃ

LERÊ LERÊ
NA LABUTA DO CAFEZAL
CRESCE MEU BRASIL MENINO
LERÊ LERÊ
O PROGRESSO TRILHOU
RELUZIU OURO NEGRO SIM SINHÔ

ÊITA CHEIRO BOM… O VENTO LEVA
ESSA MIRONGA DO AMANHÃ O QUE SERÁ?
INSPIRA ARTE… POESIA
EMOLDURANDO A CULTURA POPULAR
ARUANDA… ARUANDA
EU VOU EMBORA… VOU NOS BRAÇOS DE YEMANJÁ
MAS DEIXO A PAZ, O AMOR, A ESPERANÇA
EU VOU EMBORA… VOU NOS BRAÇOS DE YEMANJÁ
ADEUS MEU FIO.. OXALÁ MANDOU CHAMAR

PRETO VELHO VAI BENZER… VAI ”TRABAIÁ”
PÓ DE CAFÉ PRA DEFUMAR
FIRMA O BATUQUE HOJE TEM CANJERÊ
TATUAPÉ SAMBORÊ… SAMBORÊ

Comentários