Compositores: Macaco Branco, Carlos Bebeto, Guilherme Leste e Bruno Ribas

Em Casuá no Ayê de Aruanda
Os Ogans chegam pra Batucar
É Jakutá, Saravá Umbanda
Adorê as Almas e Obatala
Semeando amor a Vida
No exemplo que Zambi ensinou
Ouro Negro Ancestralidade
Arôma dos Deuses quão doce sabor
Cresceu e viajou pelo mundo inteiro
Coroa e Luz, Reluz em Solo Brasileiro

ESCORRE NA ENXADA MEU SANGUE E SUOR
AO SOM DO BATUQUE DE POVO JONGUEIRO
DE MÃOS CALEJADAS CLAMANDO “ÓH SENHOR”
FIRMA PRETO VELHO CURANDEIRO
ESCORRE NA ENXADA MEU SANGUE E SUOR
AO SOM DO BATUQUE DE UM POVO JONGUEIRO
DE MÃOS CALEJADAS CLAMANDO “ÓH SENHOR”
FIRMA PRETO VELHO MIRONGUEIRO

Lerê, Lerê Senzala
Viu o Progresso e a miscigênação
A queda do Monarca ramifica o Barão
No Ciclo do Café que governou nosso País
Este motor durante a crise foi descarte
Inspira canção e a Arte e torna o Dia Feliz
Poder de cura, amargura, oferenda em ritual
NA ZONA LESTE O CAFÉZINHO É ESPECIAL
MEU PARAÍSO ESPIRITUAL ( Ô YAÔ )

OÔ YAÔ! VIVA AS ALMAS, VIVA A SAGA DO CAFÉ
ECOOU UM CANTO FORTE NA SENZALA
SOU PRETO VELHO, SOU TATUAPÉ

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui