Compositores: Yrapoan Jr, Xande Anastácio e Dony Cunha

Aos ogans, sarava… cheguei!
Oh, meus fios vou conta…
Sou negro feito a noite sem luar
Com marcas que o tempo deixou
Zambi soprou… Aye criou…
De grão em grão a espalhar
Torrado, exalou o aroma
Com seu sabor divinal
O mundo se encantou
E por aqui chegou
O ouro negro prosperou

Ecoou, canto forte da senzala,
Lamento e dor
Nas ervas benditas, mirongas
Para abençoar… Ioiô… Iaiâ

Eu vi a modernidade
No trilho escoar a produção
O ramo deu rumo crescente
Com ajuda da imigração,
Virou República… Ô Ô Ô
Do café com leite… Sim senhor,
Na arte a expressão de liberdade
Em seus quitutes quantas variedades
Ouvi o sino tocar, Obatalá me chamar
Aruanda ê… Calunga
Adorê as almas, inté! O pai vai simbora
Adorê as almas, inté! Volto qualqué hora

A fé lumia meu caminhar
Preto Velho tem axé em seu congá
A emoção chegou… Tatuapé!
Com cheiro de café

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui