O baixo rendimento da Imperatriz Leopoldinense no Grupo Especial em 2019 culminou com o rebaixamento da escola para a Série A. O decesso fez com que a verde e branco de Ramos repensasse seus ideais e olhasse para o futuro, sem esquecer de seu passado. Passado esse que foi trazido de volta para o desfile de 2020. Reeditando 1981, que originalmente era “O Teu Cabelo Não Nega” e foi editado para “Só dá lálá”, a agremiação apostou todas suas fichas no atual campeão da elite carioca, Leandro Vieira, e deu carta branca para o artista trabalhar.

Se o carnavalesco e a diretoria tinham a intenção de emocionar os gresilenses, conseguiram. Viu-se uma escola alegre e leve, com componentes satisfeitos do que viam passar pela Sapucaí. Patrícia Tito, que desfilou pela primeira vez na ala das baianas, afirmou estar contente com o que foi apresentado.

“A Imperatriz é a escola do meu coração desde criança. Tem cinco anos que desfilo em alas, mas agora nas baianas é outra sensação. Quem ama a Imperatriz sabe o quando foi doído ver a escola desfilar como foi em 2019. Esse ano vamos voltar ao nosso lugar de origem. Nossa roupa estava linda, todas ficamos muito satisfeitas e acreditando num recomeço”, desabafa a torcedora emocionada.

Na tradicional velha-guarda da Imperatriz a emoção também imperou. Dona Geilse Ramos, de 73 anos, explicou que as dificuldades enfrentadas em 2019 serviram de aprendizado para que a escola pudesse voltar aos seus dias de glória.

“Chegou a hora de lavar a alma. Vamos voltar ao especial com muita luta, força e coragem. A sensação ao ver a escola na dispersão é de dever cumprido”, revelou Geilse.

Membro de uma das alas de compositores mais consagradas do carnaval, Izaquiel Batista, 48 anos, afirmou que todos os ensaios em Ramos valeram a pena.

“Ensaiamos muito e estamos preparados pra voltar. Temos um carnavalesco excelente, o presidente da nossa ala nos incentivou, todos diretores de harmonia trabalharam o tempo inteiro com os componentes. Viemos empolgados do início ao fim. Para melhorar ainda tivemos a volta de Preto Joia e a estreia da Iza”, finalizou entusiasmado.

Comentários