Por Guilherme Ayupp. Fotos: Magaiver Fernandes

O Paraíso Tuiuti abriu sua quadra na noite desta sexta-feira para a apresentação oficial de seu samba-enredo para o Carnaval 2020. A obra foi divulgada em julho com exclusividade pelo site CARNAVALESCO, mas a agremiação preparou um evento com a participação de Viradouro e Mancha Verde como convidadas. * OUÇA AQUI O SAMBA PARA 2020

Depois de encantar o mundo do carnaval com um desfile arrebatador em 2018, a azul e amarela de São Cristóvão acabou cometendo erros na gestão de seu desfile de 2019, o que a fez deixar o grupo das escolas que desfilam nas campeãs. Por isso, o objetivo da agremiação é corrigir os erros e recuperar o potencial de dois anos atrás para voltar a desfilar no sábado. Este será o quarto desfile seguido da escola entre as grandes escolas do Grupo Especial.

O presidente Renato Thor, completando 20 anos como comandante da escola, estava visivelmente emocionado e extasiado com o samba do ano que vem. O dirigente disse acreditar que a energia vai trazer um ótimo resultado para a escola, explicou a opção pela ordem de desfile e elogiou as novas contratações do Tuiuti para o Carnaval 2020.

“A energia que estou sentido não consigo explicar. Lá na frente vocês vão ver o resultado. Essa escola está sentindo uma vibração muito grande, que o desfecho tem que ser o título. Acredito que duas ou três escolas do Especial vão seguir a nossa ideia de encomenda, é um palpite. Sobre a ordem de desfile, primeiro atuamos em prol do carnaval. Antes de ser presidente eu sou sambista. Também fui pensando no meu patuá. Fomos a quarta de domingo em 2018. À respeito das contratações, o Schall é um dos melhores diretores de carnaval da atualidade e o Nino do Milênio é um grande intérprete”, explicou Thor.

Celsinho Mody e Nino do Milênio repetem dupla de 2018

O intérprete Nino do Milênio acertou sua volta para o Paraíso do Tuiuti para o Carnaval 2020 e desta forma reeditará sua parceria com Celsinho Mody, já que eles também cantaram juntos em 2018, ano do vice-campeonato da escola. Nino falou sobre a amizade que construiu com o paulistano desde aquela ocasião.

“Eu e Celsinho construímos uma amizade muito bacana desde 2018, é um cara que eu admiro bastante. Sobre nossa parceria, desta vez será melhor ainda pois estamos iniciando juntos, o que não ocorreu daquela vez. Celsinho chegou já para a gravação do CD da Liesa. Tenho certeza que será melhor que 2018, com a expectativa de dessa vez sairmos campeões”, disse Nino.

Celsinho brincou sobre a parceria com Nino e avaliou que se for melhor que da última vez, o título virá, uma vez que em 2018 a escola foi vice-campeã. O cantor avaliou o assédio de outras escolas, mas afirmou que permanece feliz no Paraíso do Tuiuti.

“Concordo com o meu amigo Nino. Se ele falou que vai dar mais certo que da última vez, seremos campeões, mas em 2018 fomos vices. É muita felicidade viver esse momento que estou vivendo. Já vou para o meu terceiro carnaval aqui no Rio de Janeiro e eu nunca imaginei que fosse receber essa oportunidade. Enquanto o casamento tiver bom eu vou seguir aqui. A escola está feliz comigo e eu com eles. Quero que o Tuiuti seja campeão comigo cantando. Mais um grande samba da nossa escola, como vocês podem atestar”.

Cláudio Russo diz que samba de 2020 bebe em referências de 2018 e 2019

Cláudio Russo é o poeta responsável pela obra encomendada do Tuiuti, ao lado de Moacyr Luz, Aníbal, Pier, Júlio Alves e Tricolor. O compositor relata que a composição para o desfile do ano que vem tem referências dos dois últimos sambas apresentados pela escola.

“O primeiro momento do samba tem uma linha mais dramática, o nascimento de Dom Sebastião, ate a batalha de Alcácer-Quibir. Depois trazemos o sebastianismo no Brasil. A segunda é um manifesto de amor ao Rio. A cidade está o tempo toda flechada. Se Deus quiser vamos tirar essas flechas e seguir o nosso caminho de paz”.

Um dos mais talentosos compositores do carnaval, Cláudio afirma que o segredo para um bom samba passa obrigatoriamente pelo texto do enredo.

“Se existir um segredo, é dedicação. Não existe samba bom sem enredo bom. Agradeço aos parceiros, o Moacyr e à escola que está confiando na gente pelo terceiro ano seguido. Eu gosto de todo o samba, pois São Sebastião merece ser reverenciado. Gosto muito do refrão que fala do morro do Tuiuti. Esse samba tem um pouco de 2018 e um pouco de 2019”, complementa.

Enredo vai apelar ao padroeiro pelo Rio de Janeiro

O carnavalesco João Vitor Araújo era um dos mais entusiasmados na quadra do Paraíso do Tuiuti. Apesar do lançamento do samba na internet ter acontecido faz pouco tempo o artista já tinha a letra toda na ponta da língua. João falou ao CARNAVALESCO que o samba é um presente.

“O samba pegou na veia, o morro do Tuiuti. É um grande presente para mim. O bom foi que tivemos um tempo razoável para sentar com os compositores, tem o algo a mais. O compositor não pode ficar apenas preso à sinopse. O artista tem a missão de pensar o carnaval. Mas pode acontecer de o poeta mudar a sua ideia também. Isso não tem preço”, elogiou.

Sobre o enredo, João Vitor explicou que a história vai atravessar os séculos e desembocar no Rio atual, onde todos os cariocas clamam pela ajuda do padroeiro São Sebastião para se livrar de suas mazelas.

“Um ano de enredos maravilhosos, apesar do massacre que estamos sofrendo da prefeitura. O nosso enredo começa no século XVI e vai até 2020. O Rio pede socorro, apela ao seu padroeiro para superar todas as suas mazelas. Esse será o Tuiuti em 2020”.

Mestre Ricardinho pretende aumentar ritmistas na bateria

Depois de mais uma vez garantir os 30 pontos no quesito, o mestre Ricardinho da bateria Supersom tem a intenção de aumentar o número de ritmistas para 2020. A excelência do trabalho vem causando muitos pedidos de ritmistas para desfilar, mas o mestre vai antes conversar com o presidente Renato Thor sobre a possibilidade de aumentar.

“Só falta convencer um jurado, os demais tem nos dado a nota. Vamos trabalhar para agradar esse que ainda não se convenceu. Nosso andamento vai seguir na pegada entre 146 e 148. Vou conversar ainda com o presidente sobre possibilidades de aumentar o número de ritmistas, mas preciso saber as condições da escola primeiro. A estrutura de trabalho segue a mesma dos últimos anos”.

O experiente ritmista disse que o samba deve novamente contagiar o público da Marquês de Sapucaí. Ricardinho destaca o refrão principal como o mais impactante da composição.

“Outra pedrada graças a Deus. Vamos brincar na avenida em 2020 se Deus quiser. Dificilmente gosto de uma obra de primeira. Acho que o nosso refrão debaixo vai contagiar a avenida”.

Direção de carnaval já conhece ‘formato’ do desfile

Depois de falhas estruturais atrapalharem o desfile de 2019, o Tuiuti contratou um dos profissionais mais conceituados em barracão do carnaval carioca. Júnior Schall relata à reportagem do CARNAVALESCO o que já vem sendo feito no barracão da escola na Cidade do Samba.

“Esse ponto do estudo é fundamental e o presidente Thor bateu comigo quando da minha contratação. Estamos adiantados na projeção dos carros. O formato do seu desfile é muito importante. A comunicação entre criação e direção precisa ser perfeita. O presidente nos pede e nos cobra isso. Sabemos hoje o formato de nosso desfile em todos os seus setores: alegorias, alas, harmonia”, explica.

Além da condução do barracão, Schall pontua ser fundamental trabalhar com prazos confortáveis para que o projeto seja bem executado. Para isso, segundo o dirigente a antecipação do início dos trabalhos é primordial.

“O ganho dos ensaios mais cedo é muito grande. O carnaval precisa ter uma antecedência de projeto. Dessa forma você consegue se condicionar melhor. O presidente Thor concorda com isso e faz uma diferença brutal no processo. Estamos fechando a agenda de ensaios, realizando os recadastramentos de segmentos. Os protótipos já estão prontos e em algumas semanas iniciaremos nossos ensaios”.

Júnior Schall acredita que a qualidade da obra do Tuiuti para o Carnaval 2020 passa pelo reconhecido talento dos poetas para quem a escola novamente encomendou o samba e um texto claro do carnavalesco João Vítor Araújo.

“Ensaiamos bastante o samba desde o seu lançamento na internet. Mas todo samba é uma construção contínua. À medida que o tempo passa aprendemos a cantar melhor e mais forte. Parabéns aos compositores e ao João pela construção de um texto que possibilitou um samba com essa qualidade. Nos serve perfeitamente para o desfile”, concluiu.

Casal com ‘sangue nos olhos’

Marlon Flores e Danielle Nascimento repetem a parceria pelo terceiro ano no Tuiuti. Depois de 40 pontos na estreia a dupla deixou escapar dois décimos no julgamento de 2019. Segundo a porta-bandeira Danielle Nascimento, somente com sangue nos olhos eles conseguirão voltar a alcançar a pontuação máxima.

“Em 2019 vimos tudo que podemos melhorar. Em 2020 teremos sangue nos olhos novamente. A escola está imbuída daquele espírito de 2018. Já vimos o desenho de nossa fantasia, não vou contar para não estragar a surpresa. A comunidade do Tuiutri nos acolheu muito bem, é uma felicidade extrema trabalhar com o Marlon. É um grande amigo. Estamos muito satisfeitos um com o outro”.

Com o enredo ‘O Santo e o Rei: Encantarias de Sebastião’ o Paraíso do Tuiuti será a quarta escola a desfilar no domingo de carnaval do Grupo Especial em 2020. A escola terminou na 8ª posição em 2019.

Comentários