Compositores: Vicente das Neves e Vicente Felisberto

TIJUCA… SE VESTIU DE NATUREZA
E COM TODA SUTILEZA VAI MOSTRAR
NO CONTO NO RITO E NA PRECE
A LENDA WARANA

CONTA QUE ANHYÃ-MUASAWÊ
ILUMINADA PELO SOL E O LUAR REFUGIOU-SE PELO BERÇO DA FLORESTA
E DEU A LUZ AO LINDO INDIO CURUMIM
E DOS OLHOS DO SEU FILHO ENTÃO NASCIA UM DOCE FRUTO SEDUTOR
KAUÊ SOTURÊ MAUÊ
POVO PELE AVERMELHADA VOU REPRESENTAR
VEJAM A FAMIILIA TIJUCANA
E TUPANA REEXISTENCIA NESTE PALCO POPULAR

OH! QUE DELÍCIA COM DOÇURA NATURAL
É MILENAR (BIS)
GOSTOSA DE BOM PALADAR A
ENERGIA DO MEU CARNAVAL

NESTE CENÁRIO VISLUMBRATE
ONDE TUDO PODE ACONTECER
TEM PAPAGAIO FALANTE , TROVÕES RELUZENTES
NA ESCURIDÃO
MACACO , LAGARTA E SERPENTE
AO PISCAR DOS OLHOS SERES TRANSFORMADOS
UM ANIMAL CABULOSO QUE FAZ A MALDADE NA PERSEGUIÇÃO
MALDITO YUYRUPARI , SE MANDA VAI EMBORA PRA LONGE DAQUI
E TEMPO DE PRESERVAÇÃO
UM AVISO AOS VILÕES DAS DEVASTAÇÕES
NÃO TURVE AS ÁGUAS
E NEM POLUEM O AR
DEIXA OS ANIMAIS VIVER E EM PAZ CAMINHAR
PARA A HUMANIDADE , MELHOR RESPIRAR

DEIXA O INDIO DANÇAR DEIXA FESTEJAR
NESSA MATA TEM O FRUTO GUARANA
ESSE CHÃO É MEU , DEUS TUPÃ ME DEU (BIS)
NESTE VERDE ENCANTO
EU SEI ME EMBRENHAR

Comentários