Unidos da Tijuca grava CD na perfeição da bateria e do seu coro

1573

A Unidos da Tijuca fez na noite de sábado, na Cidade do Samba, a gravação do seu samba-enredo para o CD do Grupo Especial. Além de distribuir pães para o público presente, se adequando ao enredo, a escola teve como destaques a perfeição da bateria e o canto forte da comunidade.

“Quando o povo está contente a gente vê isso aí acontecer. Um canto que vem do coração. Estão confiando em mim e eu não posso decepcionar esse povo. Coloquei mulheres e homens cantando separado no ensaio para sentir as diferentes tonalidades antes de gravar. A bateria também cantou para o coro”, afirmou Laíla, diretor de carnaval. Alceu Maia fez o arranjo do samba e o tom escolhido foi o Lá Menor. * VEJA AQUI FOTOS DA GRAVAÇÃO

A Pura Cadência é umas melhores baterias do carnaval e mostrou isso na gravação. O andamento de 142 BPM (batidas por minuto) fez os ritmistas serem muito elogios após a gravação.

“Acho com toda sinceridade que estamos diante de um samba sem precedentes na história da Tijuca. Por isso optamos por uma passagem bem didática da bateria para que a logística melódica não fosse ferida. São décadas de trabalho aqui e acho que o segredo está na confiança da rapaziada em mim e minha neles. Eles compram o meu barulho. O Laíla ao chegar na nossa escola ficou impressionado com a musicalidade da nossa bateria”, frisou o mestre.

De volta ao microfone principal da Tijuca, Wantuir ressaltou o momento que vive profissionalmente.

“É um momento bastante especial na minha vida. Estou voltando à escola onde tanto pessoal quanto profissionalmente eu fui mais feliz ao longo de sete anos. E, além disso, poder trabalhar com o Laíla a essa altura eu não esperava. Ou seja, já com uma vasta experiência no carnaval vou ter mais esse aprendizado. Nosso samba é maravilhoso, um dos mais bonitos que já cantei sem dúvidas. A emoção irá tomar conta de todos com o nosso desfile”, disse o cantor.

Comentários