A Unidos de Padre Miguel faz no sábado, a partir das 18h, a sua escolha do samba-enredo para o próximo carnaval. Cinco obras estão na disputa. A transmissão será online. O site CARNAVALESCO, como sempre, publica matérias com todas parcerias finalistas.

Samir Trindade, da parceria com Dudu Nobre, Jefinho Rodrigues, Jr Beija Flor, Jonas Marques, Rômulo, Guto Biral e Ribeirinho Marimba, falou sobre a força da obra que construíram.

“Pensar no componente o tempo todo, naquilo que a comunidade de Padre Miguel gostaria de cantar, uma melodia que propicia em determinados momentos o canto de braços abertos e um refrão muito forte. Esse em nossa visão tem uma correlação de certa forma com o enredo de 2017 que a escola estava linda e fazia até aquele momento um desfile campeão, até acontecer uma fatalidade e tirar o caneco de Padre Miguel, fizemos esse link em cima da cantiga ‘ Iroko dá, Iroko tira, a folha cai, a folha vira’. Perdas nos tornam mais fortes nos trazem aprendizado e preparam pro tempo de xirê. Certeza que o componente que é UPM ouve o refrão e se arrepia. Além disso é um samba que conversa com a atualidade”.

Foto: Diego Mendes/Unidos de Padre Miguel

O compositor também comentou a iniciativa da escola em realizar lives para o processo de disputa de samba.

“Avaliação super positiva. A UPM deu uma aula de amor ao samba e ao mesmo tempo preocupação com a saúde. Em todo tempo de disputa vimos a preocupação com a prevenção. Entendo que é um modelo que precisa continuar mesmo depois da pandemia, alcança e da acesso para um número muito maior de pessoas e acaba por valorizar ainda mais a obra. Tira toda a “perfumaria” que permeava o universo das disputas com torcidas, alegorias e etc”.

Samir Trindade também respondeu o que representa para a parceria caso vença a disputa de samba.

“Ganhar a Champions League. Diante de tantas boas parcerias vai ser uma vitória com gosto especial. Acho que o samba tem semelhanças com o samba de 2017 na pegada e na beleza. Representa a vitória da humildade, de uma parceria que entende que é menor que esse processo e que vai respeitar qualquer decisão da escola. Me traz reflexão ver um cara como Dudu Nobre ser o primeiro a chegar, nunca se colocar como artista consagrado, um Wander Pires que sempre faz tudo que pedimos a ele, todos totalmente engajados nesse processo, focando somente no melhor pro nosso trabalho. Seria coroar nossa parceria que se dedicou muito e sempre coloca a UPM em primeiro lugar”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui