Por Matheus Mattos. Fotos: Felipe Araújo

Finalizando a noite de ensaios técnicos da sexta-feria, a escola de samba Vai-Vai levou para avenida cerca de 2.500 componentes. Coreografia representativa da comissão de frente e simpatia do casal oficial se destacaram na noite.

“A chuva atrapalhou um pouco mas a gente veio bem. A escola evoluiu bem, agora é esperar o dia e vir tecnicamente do mesmo jeito. Eu gostei, estamos analisando algumas coisas que eu não gostei, mas no geral foi satisfatório”, afirmou o presidente Neguitão.

Comissão de frente

Coreografada pelo Chris Brasil, a comissão de frente tem coreografia com alto teor
representativo e interação constante com a plateia, e por isso, o quesito promete ser um
grande ponto de emoção no desfile. Em comparação aos últimos ensaios, todos os integrantes vieram com roupas africanas.

“Foi um ensaio importante. Choveu e a chuva muda tudo, muda a forma eu a gente
pisa no chão, a forma que a roupa funciona no corpo. Deu pra gente vê que a equipe está
preparada, condicionamento físico está em dia, é continuar no foco. O Vai-Vai tem essa energia, parece que quando vem na chuva a escola vem mais forte, a chuva desperta um guerreiro mais forte”, contou Chris Brasil.

Mestre-Sala e Porta-Bandeira

O casal oficial, Pingo e Paula, esbanjou simpatia e sincronismo. A dupla optou por ensaiar com a fantasia do desfile de 2018, toda dourada onde a porta-bandeira traz um coração na fantasia e o mestre-sala com uma pomba, simbolizando Paz e Amor. O estilo de dança de
ambos é com passos mais clássicos e com muita alegria.

“Sempre temos que melhorar, mas fizemos um desfile compacto. Se Deus quiser no desfile
vamos superar as nossas dificuldades e trazer o campeonato pra Bela Vista”, comentou o mestre-sala.

“Foi ótimo, a gente passou no tempo esperado, as apresentações das cabines foram perfeitas. Foi melhor do que os últimos que a gente, e na avenida vai ser ainda melhor”, completou a porta-bandeira.

Evolução

A escola conta com muitas bem alas coreografadas, e o efeito quando junta todas é bem
positivo para a entidade da Saracura. A direção de harmonia optou por um andamento mais cadenciado, constante e sem aceleração.

“A escola mais uma vez mostra o seu poder de superação, muita chuva, muita dificuldade para o componente chegar. Mas estou muito contente com o resultado, ainda tem 10 dias para o carnaval e a escola está ficando pronta. O ápice é no dia e a gente está aguardo pro desfile, o melhor está por vir. A escola está no estágio que ela queria. Passamos na avenida no 57 minutos”, frisou Lourival, diretor de carnaval.

Bateria

A bateria Pegada de Macaco, comandada pelos mestres Tadeu e Beto, entra no recuo de uma forma diferenciada. Os ritmistas ficam de frente à torre 04, e se movimentam de costas. A batucada foi mais cautelosa em relação as bossas, realizando poucos apagões e paradinhas.

Samba-Enredo

O samba-enredo do Vai-Vai carrega uma importância para o povo negro, facilmente encontrada ao ver a evolução dos sambistas. O refrão é explosivo e gera um pico no cantar do folião, influenciando também no próprio quesito de harmonia. A intérprete Grazzi Brasil demonstrou bom sincronismo com a ala musical durante o tempo em que ficou no recuo.

Harmonia

Os componente do Vai-Vai mostram boa uniformidade e empolgação durante a passagem da escola. O cantar da agremiação é constante e nivelado, quesito que não aparenta ser uma dificuldade para o desfile.

Outros Destaques

Dentro de um cenário onde as escolas colocam a ala das crianças presas em alegorias, a agremiação alvinegra vai na contramão e reserva um espaço no chão aos jovens sambistas. O número de crianças e a felicidade deles fizeram com que se destacassem no último ensaio técnico.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui