Após a terceira virada de mesa consecutiva no Grupo Especial, o presidente da Liesa Jorge Castanheira tomou a medida de renunciar ao cargo que ocupa desde 2007. Uma das escolas que se posicionou contra mais um golpe no regulamento foi a Unidos de Vila Isabel. O vice-presidente da escola, Luiz Guimarães, elogiou a postura de Castanheira e declarou seu apoio ao dirigente.

“Externamos nosso apoio incondicional à postura e decisão do presidente Jorginho, figura ímpar que tanto faz e briga por nossa causa, não merece passar por isso,agora é o momento de aguardar as cenas dos próximos capítulos”, declarou Luís em entrevista concedida ao site CARNAVALESCO.

O jovem dirigente não se furtou a comentar sobre o futuro do carnaval, depois que o racha entre as escolas ficou evidente com a decisão de oito escolas a favor e cinco contra a virada de mesa. Embora considere prematura a criação de uma nova liga, Guimarães não descarta.

“É um tema complexo pois não é do dia para noite, leva tempo, ter uma sede, criar estatuto, caixa para movimentar, entre outras coisas,mas é uma possibilidade”, resumiu o vice-presidente da Vila.

Através de suas redes sociais a Unidos de Vila Isabel fez um posicionamento contrário à virada de mesa, por intermédio de uma nota oficial. No comunicado a escola destaca o repúdio à virada de mesa que salvou a Imperatriz e reitera o apoio à decisão de Jorge Castanheira de renunciar ao cargo.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.