A Vila Isabel abriu sua temporada de ensaios para o Carnaval 2022. Na noite de quinta-feira, a quadra da escola recebeu a bateria, comunidade, casais e passistas para o primeiro treino visando o desfile do ano que vem. O site CARNAVALESCO acompanhou e conversou com os personagens da azul e branco. Do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marcinho e Cris, a promessa é de uma homenagem inesquecível para Martinho da Vila, presidente de honra e homenageado no enredo do carnavalesco Edson Pereira.

“Está sendo muito emocionante. Estamos voltando ao Grupo Especial, após dois anos parados, voltando com emoção. Agora é manter, cabeça no lugar, estamos no processo de montagem da coreografia. Aguardamos demais esse carnaval. Já vimos nossa roupa, ela é belíssima. A gente não vê a hora de voltar a ensaiar no Sambódromo. Desde a nossa apresentação, todas tinham sido no palco, hoje falei que a gente precisava ir para o chão. Foi a primeira apresentação com o samba oficial e no chão. Vai ter uma grande surpresa na Avenida nossa para o homenageado. Não posso falar mais nada, será bem boniyo e emocionante para gente e para quem estiver assistindo”, disse a porta-bandeira.

“Não posso negar que tive meu momento de relaxamento, todos nós pensamos que a pandemia passaria rápido, mas depois de um tempo vi que tinha que voltar a treinar em casa. Busquei formas de trabalhar. Meu corpo está bom e a parte da técnica entra para sentirmos a dança e nossa coreógrafa foi primordial. Ela nos ajuda demais. Hoje, a emoção foi linda, ela fluir e colocamos em prática tudo que estamos trabalhando. Desde junho, a gente voltou de fato. Hoje, a gente sentiu o chão, a energia da escola. Foi maravilhoso”, completou o mestre-sala.

Mestre Macaco Branco falou da energia do primeiro ensaio. “Parecia que era um grito preso na garganta. Tivemos quase 300 ritmistas. A bateria estava bem grande. Na semana passada, a gente fez só a bateria e hoje com a comunidade. Abrimos 19h30 com a bateria e 21h com o carro de som. Fazemos os arranjos e toda nossa proposta para o carnaval de 2022. Maravilhoso voltar, com todos os cuidados. É tão bom voltar a fazer tudo que tanto amamos. A bateria vai fazer três bossas, todas em cima da melodia, e uma é homenagem para o nosso grande mestre Martinho. Esse é o maior enredo da história da Vila Isabel. O nosso grande ícone. Ele leva o nome da Vila Isabel para todos os cantos do mundo. Prazer imenso contar toda trajetória dele. Teremos 276 ritmistas na Avenida, a mesma quantidade de 2020”, revelou o mestre de bateria da “Swingueira de Noel”.

Comandante do carro de som da Vila Isabel, o intéprete Tinga frisou o chão vibrante já no primeiro ensaio. “Sem palavra. Emocionante! Rever toda comunidade com saudade do samba. Fiquei muito feliz e emocionado. Cantar com meu povo. Vem aí um carnaval maravilhoso. A escola está feliz com o samba escolhido e tenho certeza que vai ser um grande desfile. Temos um dos melhores sambas do carnaval”.

Diretor de carnaval da Vila, Moisés Carvalho explicou a importância da volta do ensaio. “Sensação única. Começamos com o pé direito. Foi só o início. O pontapé inicial foi nota 10. A ideia é ir para rua em novembro, mas dependemos da autorização da prefeitura. Nosso cronograma é começar no mês que vem. Teremos perto de 2500 componentes no desfile. As alas da comunidade e coreografadas estão 100% fechadas e agora é fortalecer o canto da escola. Vamos aproveitar esse enredo, samba, a comunidade com garra, cada dia mais ensaiar para buscarmos a nota máxima. Toda quinta-feira teremos ensaios de canto e bateria”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.