A direção da Vila Isabel informou ao site CARNAVALESCO que terá um modelo inédito no Rio de Janeiro para a escolha do samba-enredo do Carnaval 2020. A agremiação escolherá a obra que irá para Avenida no ano que vem em cima das gravações em CDs feitas pelos compositores. Antes, a escola estava pensando em encomendar a obra.

Porém, a disputa não será totalmente aberta. Segundo a assessoria de imprensa da escola, o presidente da Vila fez convite para sete compositores consagrados e todos aceitaram participar. Eles vão formar sete parcerias com número ilimitado de compositores (nomes não foram divulgados) para fazerem sambas concorrentes para azul e branco do bairro de Noel. Além deles, apenas três parcerias da ala de compositores da escola vão participar (o critério de formação das parcerias será informado pela escola aos compositores que pertencem a ala). No dia 10 de setembro todos entregam seus sambas e haverá uma comissão da escola que vai selecionar três obras e no dia 28 de setembro será apresentado o samba escolhido.

“É uma inovação. O compositor só terá o custo de fazer a gravação. Não haverá disputa na quadra, apenas na final. Vamos receber todos os CDs no dia 10 de setembro e no dia 28 do mesmo mês vamos revelar o samba campeão. Faremos no dia também a festa de protótipos das nossas fantasias”, disse ao CARNAVALESCO o presidente da Vila Isabel, Fernando Fernandes.

O prêmio será de R$ 100 mil para parceria campeã, mais R$ 20 mil se a escola for para o sábado das campeãs e mais R$ 20 mil se a escola gabaritar o quesito Samba-Enredo.

O enredo da escola para o Carnaval 2020 é “Gigante pela própria natureza: Jaçanã e um índio chamado Brasil”. A Vila Isabel será a segunda a desfilar na segunda-feira de carnaval.

Comentários