O presidente Fernando Fernandes está pensando em modificar o dia de divulgação do samba que será escolhido para ser o hino da Vila Isabel em 2020. Inicialmente a apresentação está marcada para o dia 28 de setembro, mas a escola avalia que a data pode entrar em conflito com outro evento importante que acontecerá na cidade, pois, dia 28 é um dos dias do Rock in Rio, tradicional festival de música que acontece de dois em dois anos e mexe com o noticiário da cidade. Fernando Fernandes não definiu prazo para decidir se haverá realmente a mudança e afirmou que está avaliando o tema.

“Pode ser que mude essa data por causa do Rock in Rio. Estamos avaliando. Em breve vamos decidir tudo direitinho pensando em realizar o evento da melhor forma possível, uma grande festa”.

Este ano a Vila Isabel decidiu realizar uma disputa de sambas de forma diferente. A agremiação escolherá a obra que irá para Avenida no ano que vem em cima das gravações em CDs feitas pelos compositores. Segundo a assessoria de imprensa da escola, a princípio serão sete parcerias de compositores consagrados e mais três parcerias da ala de compositores da Vila. O diretor de carnaval Wilsinho explicou os motivos para que a escola decidisse optar por essa forma de disputa.

“Essa ideia surgiu de um conjunto de fatores que aconteceu esse ano. A demora pra se resolver essa questão da Liga, a questão de não onerar tanto o compositor esse ano, a gente viu que diversas escolas de estão fazendo movimentos neste sentido de mudança de disputa de samba e a gente resolveu também primar pela qualidade do samba. Abrimos para nossos compositores, mas também fizemos o convite para algumas parcerias que notadamente são feras do carnaval e a gente espera que isso tudo resulte em um belíssimo samba. Também, a gente não queria fazer uma disputa tão curta e achou melhor escolher no CD”.

No dia 10 de setembro todos entregam seus sambas e haverá uma comissão da escola que vai selecionar três obras. Em entrevista à reportagem do CARNAVALESCO, durante o “Salgueiro Convida”, Wilsinho afirmou que a escola só irá divulgar o samba vencedor.

“A gente não vai divulgar nem as parcerias convidadas e nem os sambas concorrentes. A gente vai fazer está seleção interna mesmo. O que a gente pode fazer é dizer o número de sambas quanto chegarem até nós. Mas, a divulgação dos sambas em si e das parcerias convidadas não acontecerá, mas são notáveis do samba. Vamos fazer uma grande festa de apresentação. A gente ainda está estudando se vamos divulgar o samba escolhido antes da apresentação. Estamos resolvendo isso ainda”.

Para o presidente Fernando Fernandes a expectativa é que saia deste concurso, uma grande obra para embalar o desfile da Vila Isabel em 2020.

“Estou aguardando os samba e acompanhando os compositores. Espero que seja uma disputa séria, com dignidade, para escolher um bom hino pra Vila Isabel”.

A Vila Isabel vai levar para a Avenida em 2020 o enredo” Gigante pela própria natureza: Jaçanã e um índio chamado Brasil ” e será a segunda escola a desfilar na segunda-feira de carnaval.

Comentários