A Viradouro promoveu em seu barracão, na Cidade do Samba, a 1ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho. No evento que aconteceu entre os dias 9 e 13 de setembro, 70 funcionários assistiram palestras ministradas por profissionais de diversas áreas, abordando temas relacionados ao trabalho em equipe, motivação, trabalho em altura, movimentação de carga, higiene ocupacional e combate a incêndio. Foram disponibilizados testes de Hepatite B, Hepatite C, Sífilis e HIV a todos os participantes.

Alex Fab e Dudu Falcão, diretores de carnaval da escola, coordenaram a 1ª SIPAT da Viradouro, que foi gerenciada por Alessandro Garcia, técnico em Segurança do Trabalho da vermelho e branco. Fab destaca que a iniciativa foi mais uma etapa do processo que a agremiação vem implantando no local que prepara alegorias e fantasias em busca de excelência nas atividades.

“A gente vem procurando, ano a ano, aprimorar a relação da Viradouro com os funcionários, não só tirando todos da informalidade, mas implementando medidas que deixem o funcionamento do barracão o mais próximo possível do mundo empresarial fora do Carnaval. Pra isso, a presidência da escola vem cumprindo todas as etapas necessárias”, revela o dirigente.

Funcionários dos ateliês de confecção de fantasias e adereços, de ferragens, carpintaria e pintura de arte assistiram a palestras de profissionais do Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET), da Secretaria Municipal de Saúde, da Subsecretaria de Atendimento Básico do município e da Brigada de Incêndio da Liga das Escolas de Samba (Liesa).

No encerramento da 1ª SIPAT da Viradouro, estiveram no barracão, além de Marco Antônio Rodrigues, vice-presidente Financeiro da escola, Elmo José dos Santos, Gustavo Mostof e Edson Marcos, representando a Liesa.

Elmo, que é diretor de carnaval da Liga, destacou o papel que a Viradouro ocupa atualmente entre as escolas do Grupo Especial carioca.

“Nunca imaginei que uma escola que veio de baixo (numa referência ao recente retorno da agremiação ao grupo de elite), degrau por degrau, hoje é o espelho pra várias escolas aqui da Cidade do Samba. Esse trabalho que a Viradouro vem fazendo é um exemplo pro nosso Carnaval”, ressaltou o dirigente no discurso de fechamento do ciclo de palestras.

Comentários