Além das alegorias e fantasias criadas pelo carnavalesco Paulo Barros para ilustrar o enredo “Viraviraouro!”, a escola de Niterói promete chamar atenção no desfile de Domingo de Carnaval em outro quesito estético: a maquiagem.

Quase metade dos 2900 componentes, incluindo os da comissão de frente, passará pelas mãos de um time de mais de 100 pessoas, entre brasileiras e estrangeiras, coordenado por Christina Gall e Juranda Xavier. Será a segunda experiência delas na Viradouro. No Carnaval de 2018, no desfile que deu o título da Série A à vermelho e branco, Christina trouxe profissionais do exterior para a maquiagem de 400 componentes. Este ano, o intercâmbio se dará com a empresa francesa Guaranho Events, responsável pela vinda de nova turma de mão de obra estrangeira.

Para encarar o desafio do espetáculo que vai marcar o retorno da Viradouro ao Grupo Especial, Christina e Juranda conseguiram uma parceria inédita com o SENAC, dando treinamento de técnicas de colocação de próteses e de maquiagem cinematográfica.

Paulo Barros diz que nunca teve um contingente tão grande de desfilantes maquiados e considera que o trabalho dos profissionais vai valorizar a passagem da Viradouro.

“O enredo deste ano pedia isso e é um recurso importante pra destacar a estética do desfile, já que vamos levar para a Sapucaí uma diversidade enorme de personagens. E o trabalho desses artistas vão traduzir melhor isso tudo para o público”.

A preparação dos componentes para o desfile será feita nas dependências do Liceu de Artes e Ofícios, no Centro de Rio, e vai começar às 14h de domingo. A previsão é que às 20h todo o trabalho esteja concluído.

A alemã Debybinhamakeupartist, empresa madrinha da parceira usará produtos da marca Kryolan. A marca francesa Lovely Pop Paris também cedeu material.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui