Como diz a biografia, ele tem no sobrenome Pilares, lugar onde aperfeiçoou sua arte na música, porém foi criado no Morro do Turano, mais precisamente na área da Chacrinha, onde tudo começou. Neste Dia dos Pais, Xande de Pilares optou por fazer uma Live que contasse, através da música, sua trajetória desde os tempos de criança, até os atuais, “Xande no Morro“ é o título desta apresentação ao vivo que acontecerá, domingo, dia 9/08, a partir das 14h, com transmissão pelo canal oficial no Youtube.

O lugar escolhido é a laje da casa de uma das integrantes de sua família que ainda habita o local. “Escolhi este cenário, pois além de representar a minha origem, me faz lembrar do tempo em que eu ficava olhando lá de cima, pedindo a Deus pra que me protegesse quando eu pisasse na rua em busca dos meus sonhos”, conta o artista.

Xande de Pilares faz live no Dia dos Pais
Foto: Washington Possato/Divulgação

O roteiro da apresentação parte da época de Xande menino quando começou a se interessar pela música ouvindo Bebeto, Benito de Paula, Bezerra da Silva e alguns outros. Passa pelos primeiros passos no Salgueiro, onde trabalhou no Barracão e fez parte da “Ala do Força”, aquela formada pelos empurradores dos carros alegóricos e, então, ele relembra o samba enredo de Geraldo Babão e Renato de Verdade, “Do Cauim Ao Efó, Com Moça Branca, Branquinha.”

O repertório segue em frente e chega na fase em que Xande era integrante do grupo Revelação. Os sambas “ Coração Radiante“ e “Grades do Coração” serão responsáveis para pontuar este momento que vai dar direto na carreira solo do artista que já somam 6 anos. Para falar sobre ela, o sambista irá mostrar não só os sucessos “Clareou”, “Elas Estão No Controle” como os renascidos “Tá Escrito” e “Deixa Acontecer”, além de cantar também composições de sua autoria gravadas por nomes como Zeca Pagodinho (“Dependente do Amor”), Maria Rita ( “Bola Pra Frente”), Beth Carvalho (“Samba de Arerê”), Caetano Veloso (“Trilha do Amor”), entre outros, a música feita, recentemente, com Zélia Duncan, “Sobreviver” e apresentar, pela primeira vez, a parceria inédita feita com Aldir Blanc e Neném Chama, o samba “Furiosa”, criado em 2016 em homenagem a bateria do Salgueiro.

A viagem termina com sambas que fazem parte do novo DVD “Nos Braços do Povo” como, “Pão Que Alimenta”, “Carreira Solo”, “Minha Opinião” e “Vara de Família”. O DVD tem previsão de lançamento para o mês setembro.

Esta Live é apenas uma mostra da carreira de mais de 30 anos deste sambista que tem uma média de 1200 músicas compostas e cerca de 350 gravadas. Esse menino é Xande de Pilares.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui